7 tipos de aprendizagem: a Teoria das Inteligências de Gardner

As aprendizagens motoras e cognitivas se iniciam a partir do nascimento, cada fase com uma característica de destaque – seja pela novas experiências adquiridas de modo singular ou por estímulos dos pais ou da instituição de ensino.

Todas essas novas experiências se encaixam nos tipos de aprendizagem, cada qual com suas particularidades, oferecendo à mente e ao corpo informações novas a todo momento.

É importante conhecer cada uma para poder guiar os ensinamentos aplicados em sua casa ou nos ambientes escolares. Assim, as crianças podem absorver o maior número de informações!

Hoje, a Brincando com Papelão trouxe a Teoria das Inteligências, desenvolvida por Howard Gardner, um importante professor de psicologia e neurologia que leciona na Universidade de Harvard. Em seu estudo, ele traz 7 aprendizagens e explica como elas podem ser desenvolvidas.

Quer entender mais sobre cada uma? Siga com a gente no post!

Aprendizagem: entendendo o conceito!

Em linhas gerais, a aprendizagem é a capacidade mutável que vem como ações e modos de enxergar o mundo obtidas através de experiências físicas, ambientais, mentais e emocionais. Ou seja, é a interação da pessoa com tudo que a cerca e a leva a adquirir um conhecimento que não tinha ou que via de uma maneira diferente.

Como exemplo podemos citar o ato de escrever. Quando nasce, a criança não tem pleno controle motor, seja ele fino ou grosso. Portanto, tem que passar por novas experiências e superar os limites para adquirir esse tipo de controle.

Quando ela começa a frequentar um ambiente escolar, os professores estimulam a capacidade de escrita por atividades que trabalham a coordenação motora fina, como colagens, pinturas, desenhar formas aleatórias com um lápis, entre outras coisas.

Então, com a prática, a criança acaba aprendendo. Além disso, há brincadeiras que ajudam muito no processo de aprendizagem.

Teoria das Inteligências: os 7 tipos de aprendizagens de Gardner

É de conhecimento comum que podemos entender o mundo de diferentes formas, o que pode parecer bonito e muito especial para uma criança, para outra não é bem assim. O que é normal, afinal todos possuem suas particularidades e preferências.

Assim, essa teoria desenvolvida por Gardner não leva em conta que um tipo de inteligência é mais importante que o outro – como acontece, infelizmente, em muitos aspectos da sociedade. Ele acredita e enxerga que todo conhecimento é importante, independente do que traz.

E quando pensamos em diferentes ensinamentos para os pequenos, isso pode ser enxergado de uma forma mais clara, já que a grande maioria dos pais e dos professores buscam sempre oferecer diferentes estímulos para que eles cresçam com várias capacidades.

Por meio de estudos, considerando tudo o que cerca as crianças – como as pessoas, o ambiente em que elas estão, sua língua materna, cultura, entre outras coisas. O que mostra que todos os pequenos têm capacidade de aprender diferentes coisas, mas pode acontecer de alguns serem melhores em umas e outras não. E está tudo bem, ninguém enxerga o mundo da mesma maneira, não é?

Considerando tudo isso, esses aprendizados foram separados em 7 tipos, confira:

Aprendizagem corporal-cinestésica

O aprendizado cinestésico nada mais é do que aquele que é bastante encontrado em pessoas mais ativas, ou seja, que usam bastante os seus corpos, aquele “dom” para realizar coisas físicas. Grandes exemplos disso são os atletas, diferentes tipos de dançarinos e, até mesmo, médicos cirurgiões estão nessa categoria, já que possuem grande precisão para realizar os procedimentos.

Então, os melhores estímulos para crianças que possuem grande habilidades desse tipo são aquelas que envolvem o corpo, brincadeiras mais físicas, tarefas que usem bastante a coordenação, entre outras coisas.

Aprendizagem espacial

Os pequenos que se encaixam nessa categoria são aqueles que possuem uma noção visual e percepção de formas destacadas. Elas poderão desenvolver muito essa habilidade para atuarem como pessoas que trabalham com cinema, arquitetos e engenheiros, entre outras profissões.

Para essas crianças, o que ajuda a desenvolvê-los são atividades que utilizam bastante a projeção de imagens mentais, como gráficos, esquemas, entre outros modelos de registros por meio de imagens.

Aprendizagem interpessoal

Os pequenos que são bastantes aptos a essa categoria são aqueles que se relacionam super bem com as pessoas ao redor, que gostam de interagir, conversar e fazer coisas relacionadas a pessoas. Geralmente, são aqueles que têm um dom natural para liderar, então podem conseguir cargos que interagem com pessoas com muita facilidade.

A melhor forma de estimular crianças, nesse caso, é por meio do estudo e trabalhos que envolvam mais de uma pessoa. Assim, podem trabalhar sua liderança e comunicação de maneira mais eficaz.

Intrapessoal

O prefixo “intra” remete ao interior, o ato de colocar algo dentro. Então, relacionado à aprendizagem, diz respeito ao autoconhecimento, a capacidade de compreender a si e os outros. Geralmente, são pessoas que têm grande inteligência emocional e muita empatia e se dão bem para entender o que os outros estão sentindo.

Possuem grande vantagem quando estudam sozinho e fazem atividades individuais. Então, caso o pequeno seja assim, é bom pensar em atividades que ele possa raciocinar sozinho e trabalhar suas habilidades.

Aprendizagem linguística

Como a palavra remete, é sobre a língua, a capacidade de transmitir ideias através da fala ou da escrita. Professores, escritores e outras profissões que atuam com o ramo da comunicação utilizam diversos aspectos desse tipo de inteligência.

As crianças dessa categoria possuem grande facilidade para ler e escrever, além de transmitir suas ideias a outros. Nas aulas de português, são crianças que têm ótimo desempenho.

Aprendizagem lógico-matemática

As crianças com habilidades lógico-matemáticas destacadas se dão muito bem com o raciocínio lógico e costumam ser muito boas em matérias que envolvam cálculos.

E que maneira melhor de desenvolver esses pequenos do que utilizando os números? Eles são ótimos para resolver problemas, charadas lógicas, brincadeiras matemáticas e para conseguir resultados através da leitura de infográficos, tabelas, entre outras coisas.

Aprendizagem musical

Sensíveis a sons, amantes de notas e do lírico, aqueles que possuem inclinação à aprendizagem musical são pequenos músicos, cantores e poetas. Possuem grande habilidade em aprender notas musicais, ritmos e criar um jogo de palavras que faça uma sinfonia para os ouvidos. Essas crianças podem ser estimuladas por músicas, vídeos e outras atividades que trabalham a liricidade.

Como os tipos se relacionam?

Vale lembrar que as crianças não precisam, necessariamente, ter destaque em apenas uma das aprendizagens. Nada impede o indivíduo de adquirir um pouco dos 7 tipos, e cada um se desenvolve de um jeito, pois as experiências podem ser as mesmas, mas são absorvidas considerando as particularidades de cada um.

Gardner diz que cada pessoa pode ter 2 tipos mais desenvolvidos, mas, em momentos da vida, alguém pode aprender a cantar bem, mesmo escrevendo melhor; pode fazer testes matemáticos com rapidez e ser um ótimo comunicador e um grande atleta… São inúmeras possibilidades e sempre queremos estimular o máximo possível os pequenos para que eles possam ter acesso a todas as possibilidades, não é?

E então, você já tinha visto a aprendizagem com os olhos da Teoria das Inteligências? Compreendendo cada tipo, é possível apresentar aos seus filhos diferentes atividades para que eles estimulem suas habilidades.

Viu como a Brincando com Papelão sempre traz conteúdos educativos extremamente importantes para a vida dos pequenos? Para conferir mais sobre, fique sempre atento(a) às publicações semanais. Até!

Deixe um comentário