Os fantoches comunicam há mais de 3 mil anos, muito usados em apresentações artísticas, são famosos no mundo todo para educar, divertir, comunicar, informar ou apenas servir como forma de expressão. O material de fabricação varia muito, pois em cada país foram usadas técnicas diferentes com o passar dos anos. Hoje, unindo cada ideia e maneira de fazer os bonecos, temos até fantoches de meia!

Pensando na facilidade de fazer um fantoche com meia, a Brincando com Papelão trouxe 3 ideias para você fazer um teatro de fantoches em casa e ainda contar com a ajuda de seus filhos para fabricar os personagens e deixar essa atividade interativa e divertida desde a fabricação deles até na hora de apresentar. Então separe suas meias antigas com as cores desejadas para iniciarmos!

3 ideias simples para você fazer fantoche de meia

O processo de fazer um fantoche é muito interessante e rápido, não só podem ser usados nas apresentações e brincadeiras, mas também decoram quartos ao ficarem pendurados nas paredes, por exemplo. Use alguns materiais que você pode ter em casa, como:

  • Meias usadas ou novas, com as cores e detalhes que quiser (opte pelas de cano médio ou alto);
  • Caneta;
  • Tesoura;
  • Cola quente ou super cola;
  • Linha e agulha de costura;
  • Papelão;
  • EVA ou Cartolina;
  • Linha de lã com as cores de sua escolha;
  • Botões ou olhos de plástico.

1- Fantoche de animais

Os cachorros são conhecidos como os melhores amigos do homem e, assim como outros animais, encantam as crianças. Se você ainda não tem um pet em casa ou tem um e quer reproduzi-lo em um fantoche, use uma meia com as cores do animal que desejar e comece a produção. Para fazer as primeiras marcações, coloque sua mão dentro da meia e facilite o processo.

Use uma caneta para marcar os olhos no fundo da meia, mais precisamente antes da linha de costura, onde estará a parte de cima de sua mão, inclua dois pontos para facilitar onde eles ficarão posicionados, abaixo da costura você pode incluir dois pontinhos para ser o nariz, nesse caso, o focinho. O outro ponto na boca fica entre o seu dedão e os outros dedos, a marcação do calcanhar na meia é onde geralmente fica o dedão da mão para dobrar e mostrar os movimentos de fala.

Depois disso, você cola os olhos ou botões com a cola quente ou a super cola nos pontos que fez anteriormente. Isso já vai começar a dar forma ao seu fantoche. Nas narinas, pode usar uma bolinha de linhas de lã para cachorros; para gatos, um desenho recortado no EVA ou na cartolina com o formato desejado, e na boca você pode colar um suporte de EVA vermelho com um desenho da língua.

A cor preta também gera profundidade, então, se quiser que a boca fique com o aspecto mais realístico, cole o contorno da boca em preto e a língua em vermelho. Orelhas e outras partes do corpo podem ser inclusas com desenhos em EVA ou cartolina e recortados nesses formatos. Agora que você entendeu esse processo, poderá inovar com as técnicas usando os elementos que quiser para dar vida ao bichinho que mais encantar seu filho.

2- Fantoche de pessoas

Para fazer um fantoche de pessoas, pode ser usada a mesma estrutura da última dica, com as marcações no mesmo lugar, mas também pode cortar a meia para conseguir deixar a boca menor. Para isso corte a parte depois da linha de costura na ponta da meia. Use um circulo de papelão no tamanho da circunferência da meia e o dobre ao meio.

O papelão é incluso dentro da meia com a abertura para fora, como uma boca. Agora é só colar as duas partes que foram cortadas para dentro do papelão. Com isso feito, você usa EVA ou cartolina para o interior da boca, que pode ser colado com super cola ou cola quente.

O uso do papelão para ser suporte da meia deixa seu fantoche mais resistente. Quando fizer os movimentos de abre e fecha, você vai perceber que os olhos podem ficar meio escondidos nas costas de sua mão, então substitua os olhos pequenos por bolinhas de ping pong ou de isopor, isso vai realçar ainda mais seu objetivo da contação de histórias com mais realidade.

Para os cabelos, use linhas de lã ou barbante, aproveite para incluir botões para imitar uma roupa, tecidos recortados também podem transformar um fantoche em um personagem super elegante dependendo do molde que fizer. Agora faça vários personagens e comece sua narrativa junto das crianças.

3- Alimentos em fantoche

Os alimentos também podem ficar mais divertidos, principalmente para elaborar um cardápio infantil, em que muitos são uma novidade para a criança. Você usa as mesmas marcações das últimas dicas para o rosto e a boca. Para o restante, use as cores de cada alimento, principalmente os vegetais e legumes que não possuem tantos detalhes.

Para uma alface, por exemplo, use uma meia verde e ao redor dela cole EVA no formato das folhas, a cenoura também pode ter cartolinas verde no topo e o corpo precisa ser uma meia laranja. É uma ideia incrível para quando as crianças não quiserem comer determinados tipos de alimento e para a saúde delas, você cria personagens que explicam a importância de uma alimentação saudável.

Assim elas também podem brincar de serem os personagens que elas ajudaram a criar com você e, aos poucos, isso também vai ajudar no desenvolvimento infantil, que acontece com os diferentes estímulos para a compreensão do mundo e das atividades cotidianas.

Onde usar os fantoches?

Agora que os fantoches estão prontos, você vai ver que existem diversas possibilidades de montar um e fará quantos quiser junto dos pequenos. Eles podem ser usados em todos os lugares, para contar historinhas antes de dormir, antes das refeições com os vegetais, até mesmo uma apresentação na festa do pijama para divertir as crianças presentes.

Além disso tudo, os fantoches aproximam os pais dos filhos e criam um ambiente mais lúdico e divertido. Eles podem levar isso adiante interpretando personagens e aprendendo outras maneiras de lidar com as situações do dia a dia quando se colocam no lugar dos personagens.

Não só criar histórias, mas reproduzir as já existentes, como os contos de fadas, desenhos animados, enfim, a regra é não economizar criatividade e deixar a mente fluir! Esperamos que tenha gostado desse conteúdo, nos vemos no próximo post! Até mais!

Deixe um comentário