As crianças estão em constante evolução e precisam de estímulos, incentivo e exemplos para que seu desenvolvimento flua naturalmente, portanto, é de suma importância não pular etapas. E arte de desenhar deve ser inserida na rotina da criança desde muito cedo, já que identificar desenhos e tentar reproduzir é algo inerente para os pequenos, tanto que eles aprendem a desenhar bem antes de entrar no processo de letramento com a aquisição da escrita.

Pensando nisso, a Brincando com Papelão decidiu trazer para você algumas dicas importantes e 10 desenhos com animais para estimular os seus filhos a evoluírem neste quesito. Confira!

Desenhando animais: por onde começar?

Desenhar é uma atividade fundamental para o desenvolvimento humano e também é uma atividade divertida e uma das formas de comunicação das crianças. Além disso, é por meio dos desenhos que elas conseguem encontrar uma maneira de expressar seus sentimentos, suas ideias e seus desejos, sobretudo quando ainda não possuem toda a autonomia necessária para expressar falando ou escrevendo.

Antes de desenhar, a criança organiza as ideias por meio das imagens de seres e objetos que conhecem para que assim consigam fazer uma transposição para o papel. Contudo, existe a coordenação motora que é algo que o ser humano vai adquirindo aos poucos e evolui com a idade, tanto que os desenhos de uma criança de 5 anos, por exemplo, já é melhor do que de uma de 3 anos.

No entanto, com certeza, é totalmente possível estimular os pequenos fazendo com que a sua coordenação melhore mais rapidamente com treinos, ou seja, quanto mais a criança desenha, mais ela evolui.

Dessa forma, é totalmente possível que ela adquira traços finos para desenhar os animais que elas conhecem. Mas, o que fazer para estimular os pequenos? Confira as dicas da Brincando:

Menina segurando cachorro no colo

1. Mostre animais reais para elas!

É bastante comum que os pais coloquem desenhos para as crianças assistirem desde muito pequenas e, em grandes partes dos desenhos animados, os animais estão presentes.

Porém, também é importante que os pequenos conheçam os animais na vida real. Os gatos, cachorros e alguns tipos de pássaros, que são animais de estimação, são mais fáceis que a criança conheça. No entanto, ainda que você não tenha um bichinho em casa, busque alguma forma de conseguir que eles conheçam, façam um carinho e interajam com algum.

Conhecer as características reais dos animais também é importante para que os pequenos entendam os traços reais dos animais, assim, elas terão ainda mais vontade de desenhar e poderão juntar a ideia do animal em suas propriedades reais com aquelas dos desenhos que costumam assistir. Então, se você tiver uma oportunidade de fazer com eles conheçam outros animais, não deixe ela passar.

É claro que o contato com animais selvagens só será possível por vídeos, já que os zoológicos estão proibidos de manter esses animais apenas para entretenimento humano. Existem alguns santuários de animais para animais selvagens resgatados, contudo, é preciso investigar se é possível fazer visitas.

Pai e filha sentados desenhando.

2. Pegue um papel e sente para desenhar com elas!

Outra atitude que você deve ter é dar o exemplo e investir o seu tempo para realizar a atividade com elas, assim, elas terão mais vontade para executar os desenhos. E é nestes momentos que você pode dar dicas para que ela se desenvolva, com carinho e atenção para que elas se sintam acolhidas e criem confiança em seus desenhos.

Então, oriente desde a forma de segurar o lápis até como melhorar os traços dos desenhos. Faça constantes questionamentos sobre as características dos animais para que a criança vá lembrando dos bichinhos que ela conhece, por exemplo: “O cavalo tem rabo? Como é o rabo do cavalo? Os gatos tem bigode? Que cor são as penas do papagaio?”

Assim, o pequeno vai respondendo e internalizando todas essas informações para representar o animal da melhor forma que conseguir.

Pedaço de papel desenhado e vários lápis de cor.

3. Tenha paciência, respeite o ritmo da criança e sempre elogie

Em cada fase da criança, ela fará desenhos com diferentes características, tanto que a pedagogia explica cada uma dessas fases. Até os 3 anos de idade, a criança estará na fase pré-operatória, que é quando ela fará desenhos chamados de Garatujas, que são desenhos mais grotescos, cheios de rabiscos, mas que a criança enxerga como representações do que ela queria fazer.

Depois, vem a fase do pré-esquematismo, que se inicia após da fase pré-operatória, e vai até os 7 anos. A partir daí, os desenhos já melhoram um pouco, já que as crianças conseguem trazer um pouco mais de realidade para o papel.

Depois dos 7 anos, elas entram na fase do esquematismo, que é a fase em que as crianças conseguem reproduzir formas mais concretas, além de características mais reais da figura humana, por exemplo. Ainda é possível haver omissão de partes ou um aumento exagerado na representação de alguns desenhos. Nesta fase também é possível identificar se a criança tem um talento acima da média para o desenho, sendo também um possível futuro profissional.

E, por último, mas não menos importante, sempre elogie suas crianças para que elas se sintam cada vez mais motivadas e confiantes para evoluírem em seus desenhos.

Agora, veja 5 desenhos de animais fáceis que separamos para você incentivar e desenhar com seus filhos. Confira e divirta-se:

  • Passarinho:

desenho de pássaro fácil

  • Tigre:

desenho de tigre colorido

  • Abelha:

desenho de abelha fácil

  • Galinha:

desenho de galinha colorido fácil

  • Urso:

desenho de urso colorido fácil

A Brincando com Papelão também tem produtos especiais para te ajudar ainda mais nesta tarefa de fazer com seus filhos. Confira em nossa loja virtual!

Deixe um comentário